A documentação de saberes aplicados à biodiversidade e a Biblioteca Digital do Cerrado (BDC)

a visibilidade e a visualidade em registros digitais

Autores

  • Maria de Fátima Duarte Tavares IBICT

DOI:

https://doi.org/10.17648/heringeriana.v15i1.917950

Resumo

O acesso às informações sobre a biodiversidade brasileira tem sido intensificado nos últimos anos por ações públicas que têm promovido a informatização de acervos científicos, pela integração de bancos de dados de diversas instituições do país em sistemas internacionais e pela maior disponibilização de conhecimento produzido nas instituições brasileiras a partir da agregação de conteúdo científico em repositórios digitais. Este estudo de caso enfoca a análise da visibilidade e visualidade do Cerrado neste quadro informacional emergente em paralelo à proposição da Biblioteca Digital do Cerrado (BDC), em DSpace. A BDC, como instrumento local de gestão da informação ambiental, visa a valorização, sistematização e acesso facilitado a conteúdos documentais digitais. Esse serviço prioriza o desenvolvimento de coleções de registros visuais, decorrentes das atividades de pesquisa e monitoramento de áreas protegidas. A relação entre a visibilidade do Cerrado e a visualidade em infraestruturas de informação voltadas para o conteúdo científico é historicamente considerada nos quadros temporais que determinam a ocupação do bioma.

Downloads

Publicado

2021-08-12

Como Citar

Duarte Tavares, M. de F. (2021). A documentação de saberes aplicados à biodiversidade e a Biblioteca Digital do Cerrado (BDC): a visibilidade e a visualidade em registros digitais. Heringeriana, 15(1), 48-66. https://doi.org/10.17648/heringeriana.v15i1.917950

Edição

Seção

Artigos Originais