Cobertura do dossel e composição florística do estrato herbáceo-arbustivo de uma floresta estacional semidecidual na transição cerrado-amazônia em Mato Grosso, Brasil.

Autores

  • Kelyane da Silva Melo-Santos Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
  • Beatriz Schwantes Marimon Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
  • Claudinei Oliveira-Santos IPAM – Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia
  • Paulo Sérgio Morandi Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal (Bionorte)
  • Mônica Forsthofer Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
  • Ben Hur Marimon-Junior Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

DOI:

https://doi.org/10.17648/heringeriana.v7i1.3

Palavras-chave:

Ervas, luz, Olyra ciliatifolia

Resumo

O objetivo foi testar a hipótese de que a variação espacial na cobertura do dossel está relacionada com a composição florística e estrutura do estrato herbáceo-arbustivo de uma floresta estacional semidecidual na transição Cerrado-Amazônia. Foram mostradas 120 parcelas de 2 x 2 m, contabilizados os indivíduos e estimada a cobertura do dossel, em cada parcela. Foram encontradas 40 espécies, 24 gêneros e 18 famílias. Olyra ciliatifolia destacou-se pela elevada densidade relativa (DR= 50,3%). A cobertura do dossel apresentou-se homogênea. Foi encontrada baixa diversidade de espécies (H’= 1,92 e Ds = 0,26) e equabilidade (J’= 0,52), confirmando o que se espera para áreas com dossel homogêneo e baixa luminosidade. Não foi confirmada a hipótese de que a  variação espacial na cobertura de dossel está relacionada com a composição florística e a estrutura do estrato herbáceo. Entretanto, a homogeneidade do dossel pode estar favorecendo a densidade de algumas espécies tolerantes ao sombreamento.

Biografia do Autor

Kelyane da Silva Melo-Santos, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Mestranda em Ecologia e Conservação

Paulo Sérgio Morandi, Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal (Bionorte)

Doutorando em Biodiversidade e Biotecnologia

Mônica Forsthofer, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Mestranda em Ecologia e Conservação

Downloads

Publicado

2014-10-06

Como Citar

Melo-Santos, K. da S., Marimon, B. S., Oliveira-Santos, C., Morandi, P. S., Forsthofer, M., & Marimon-Junior, B. H. (2014). Cobertura do dossel e composição florística do estrato herbáceo-arbustivo de uma floresta estacional semidecidual na transição cerrado-amazônia em Mato Grosso, Brasil. Heringeriana, 7(1), 51-60. https://doi.org/10.17648/heringeriana.v7i1.3

Edição

Seção

Artigos Originais