PARÂMETROS TERMO-HÍDRICOS DA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Astronium fraxinifolium SCHOTT E ASPECTOS ECOFISIOLÓGICOS.

Autores

  • Victor José Mendes Cardoso Departamento de Botânica, Instituto de Biociências, UNESP.

DOI:

https://doi.org/10.17648/heringeriana.v9i1.141

Palavras-chave:

Gonçalo-alves, potencial hídrico, tempo térmico

Resumo

Modelos matemáticos baseados no conceito de “tempo térmico” (thermal time) assumem que, dentro de uma amostra de sementes, sempre existirão aquelas que germinam mais rápido, as intermediárias e as mais lentas, e essa ordem independe da temperatura. Modelo similar também tem sido usado para descrever a dependência da germinação em relação ao potencial de água (hydrotime), assumindo que cada semente apresenta um potencial hídrico base (Yb(G)) que determina sua sensibilidade ao  do meio. Neste trabalho, mostrou-se que os pressupostos do modelo foram atendidos na resposta à temperatura e potencial de água por sementes de Astronium fraxinifolium (Anacardiaceae), sendo que o modelo respondeu por aproximadamente 70% da variação total dos tempos de germinação. Possíveis implicações ecofisiológicas e perspectivas de utilização dos parâmetros do modelo na germinação da espécie são discutidos.

Downloads

Publicado

2015-11-18

Como Citar

Cardoso, V. J. M. (2015). PARÂMETROS TERMO-HÍDRICOS DA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE Astronium fraxinifolium SCHOTT E ASPECTOS ECOFISIOLÓGICOS. Heringeriana, 9(1), 13-23. https://doi.org/10.17648/heringeriana.v9i1.141

Edição

Seção

Artigos Originais